LER, PENSAR E ESCREVER


Novo blog

Encerro hoje as atividades deste blog, inaugurando outro, em que vou explorar a Terapia literária. Até lá!

Terapia literária



Escrito por Gabriel Perissé às 00h39
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Festa do livro

Encontrei-me com um amigo hoje à tarde, nos subterrâneos do metrô, e ele me lembrou, porque ambos praticamos o vício impune da leitura, que teremos festa do livro na USP, como em outros anos:



Escrito por Gabriel Perissé às 21h17
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




A balada que faltava

Mas nem faltava mais, porque já é a quarta. Informações, aqui. E Marcelino Freire à frente, o que garante a qualidade!



Escrito por Gabriel Perissé às 15h48
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Religiosidade inteligente

É sempre uma alegria ganhar livro de presente, mais ainda quando o livro é bom. Recebi da Editora Vida o livro Henri Nouwen de A a Z, de Ricardo Bitun. Coletânea de textos do teólogo holandês, sacerdote católico, que conheci este ano ao ler A volta do filho pródigo (Paulinas), belo estudo sobre um quadro de Rembrant.

Um texto de Nouwen escolhido por Ricardo Bitun: "O significado original da palavra 'teologia' era 'união com Deus em oração'. Hoje, a teologia é apenas uma disciplina acadêmica dentre muitas outras. Frequentemente, os teólogos encontram dificuldade para orar." (p. 387)



Escrito por Gabriel Perissé às 19h02
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Impressões à luz da lanterna

Escuridão, confusão, não saber onde pôr a mão. Onde está a lanterna, aquela que comprei na liquidação... Cuidado com o apagão, ele apaga mesmo, mesmo quem paga a conta ficará sem computador, sem tv, sem lucidez. Quem paga a conta não se dá conta de que a noite é escura mesmo, e como é bela, e como é bom jantar à luz de velas, e ir dormir sem saber de nada, sonhar, e acender no sonho outras luzes.



Escrito por Gabriel Perissé às 07h52
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Seminário sobre inclusão

O tema não pode virar moda, deve ser visto como pauta necessária. Por isso a importância de um seminário como este:



Escrito por Gabriel Perissé às 11h23
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Biblioterapia e controle

A leitura guiada pelo intuito terapêutico oferece um tipo de controle sobre a situação que nada tem a ver com o controle abusivo, e ineficaz, e ilusório, que queremos ter sobre a realidade. A biblioterapia oferece um controle relativo, porque sempre relativos são os controles saudáveis.

Controle, a palavra, tem a ver com rôle, em francês, "lista", "rol". Observando o rol, fazendo uma lista, não me sinto sequestrado pela situação. Ao menos tomo consciência do que há ao meu redor. Não fico submerso, envolvido a tal ponto pelas águas da dor ou da preocupação que não possa respirar, pensar, agir.



Escrito por Gabriel Perissé às 09h08
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Princípio básico da biblioterapia

Lendo O ano do pensamento mágico, de Joan Didion (Editora Nova Fronteira), encontro o princípio básico da biblioterapia: "Em tempos difíceis, leia, aprenda, trabalhe em cima da coisa, pesquise a literatura a respeito. Fui treinada assim desde pequena. Informação significa controle." (p. 47)



Escrito por Gabriel Perissé às 09h13
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Livro sobre livros

 Encontrei-me na quinta-feira passada com o Prof. Kika, amigo e parceiro. Acaba de lançar em livro a sua tese de doutorado. Seu tema são as publicações de autoajuda pedagógica, esse veneno que atrapalha a formação docente! O nome oficial do autor: Arquilau Moreira Romão. A editora é a Alphabeto.



Escrito por Gabriel Perissé às 18h32
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Um haicai e um congresso

O que Xico Sá tem a ver com o 20º Congresso do SINPEEM  ?

Xico Sá escreveu um haicai:

Levei a vida na marola

segui ao pé da letra

a placa CUIDADO-ESCOLA

------------------------------------------------------ Mas também é possível ler o haicai lembrando o cuidado que devemos ter, nós, professores, com a nossa formação. A escola exige cuidado. Cuidadosos temos de ser com a linguagem. Cuidadosos para pensar melhor, decidir melhor. Ou seremos atropelados pela barbárie.

Minha palestra neste Congresso será amanhã, às 14h30.



Escrito por Gabriel Perissé às 07h38
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Um livro por um livro

Ideias geniais devem ser elogiadas e divulgadas. O escritor Samir Mesquita troca um livro por um livro. Proposta simples e irrecusável. Já enviei um e estou à espera do que ele escreveu, o 18:30. Para ver e fazer, clique aqui.



Escrito por Gabriel Perissé às 14h30
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Ver é ler

 Lendo, vemos. E assistindo a um filme, lemos. Ontem, por sugestão de Ana, minha mulher, vimos o filme Zuzu Angel (2006). Registro histórico importante. Nossas filhas estavam por perto, e perguntavam: "o que é ditadura?", "o que é tortura?", "por que isso aconteceu?" — leitura em família.



Escrito por Gabriel Perissé às 09h11
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Velozes fábulas de Veloso

 Não o Caetano. O autor é Gil Veloso, estreante sem estresse, com seu livro Fábulas farsas, pela Opera Prima Editorial. Boa leitura para crianças e... para adultos que ainda não se adulteraram. Malícia e inocência. Animais que se parecem conosco, demais: homens e mulheres que se fazem raposas, abelhas, baratas, pulgas, burros, bodes, cupins, corujas, a fauna inteira. Não são falsas estas fábulas.



Escrito por Gabriel Perissé às 12h03
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Alfabetização científica

 Bem interessantes as reflexões de Attico Chassot, professor de química, doutor em Educação pela UFRGS, neste livro sobre alfabetização científica, publicado pela Editora Unijuí. Porque é verdade: somos todos analfabetos em algumas ou em muitas áreas da vida. O autor escreve:

"Poderia ser considerado alfabetizado cientificamente quem não soubesse explicar algumas situações triviais de nosso cotidiano? Por exemplo: o fato de o leite derramar ao ferver e a água não; por que o sabão remove a sujeira ou por que este não faz espuma em água salobra; por que uma pedra é atraída para a terra de maneira diferente de uma pluma; por que no inverno as horas de sol são menores do que no verão ou por que quando é primavera no hemisfério sul é outono no hemisfério norte; por que quando produzimos uma muda de violeta a partir de uma folha estamos fazendo clonagem." (p. 40)

Boas perguntas! Aliás, vou ver agora mesmo o leite que eu deixei no fogão!



Escrito por Gabriel Perissé às 08h46
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Errante e perdido pelo mundo

 Esta é a condição de Caim, protagonista do novo romance de José Saramago. Errante e perdido. E em sua perdição e errância vai caminhando, em luta contra Deus.

Mas a figura divina está caricaturizada. Reclamem à vontade os que leem a Bíblia com devoção. Saramago sabe que incomoda, mais irônico do que nunca, ridicularizando crenças e imagens (ingênuas...) da fé. Caim pensa como Saramago. Saramago faz Caim pensar como um racionalista, pois é assim que o autor se vê — um racionalista que jamais acreditará em bobagens.

A ética de Caim é superior à ética divina, ética divina mais uma vez simplificada e caricaturizada. Não se pode confiar em Deus. Esta é a conclusão do romance. Mas o romance está inconcluso, enquanto Saramago continuar a discutir com Deus e escrever sobre o sobrenatural...



Escrito por Gabriel Perissé às 20h24
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Dia da Leitura

Hoje, dia da Leitura. Passei o dia lendo. Ler é enxergar. Lendo livros e pessoas, nos alfabetizamos existencialmente. Ler é exercitar os olhos e a mente, a memória e a imaginação, a nossa capacidade de falar e escrever, é fazer terapia profunda.



Escrito por Gabriel Perissé às 21h14
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Livros há para todos

Uma das características vantajosas da livroterapia é a possibilidade de adequar os remédios aos gostos do "paciente". Como nos explica essa tira:



Escrito por Gabriel Perissé às 18h05
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Mais voos com Saint-Exupéry

Outro artigo meu em que falo de Saint-Exupéry. Dessa vez na Revista Educação. Para ler o artigo em sua versão integral, os assinantes do UOL ou da Revista podem acessar aqui.



Escrito por Gabriel Perissé às 22h37
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




A tradução que cativa

Está no site da Segmento meu novo artigo para a Revista Língua Portuguesa. Os assinantes UOL e da Revista leem o texto integral. O número impresso chegará às bancas em breve. Meu tema neste artigo tem a ver com o inesquecível pequeno Príncipe.



Escrito por Gabriel Perissé às 11h19
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]




Estante investigativa

O Estante Virtual está lançando uma campanha detetivesca. Quem tiver jeito para a coisa, é clicar aqui.



Escrito por Gabriel Perissé às 16h41
[   ] [ quero enviar este texto para alguém ] [ visite o site do autor ] [ ]


[ página principal ] [ ver mensagens anteriores ]


 
Histórico
Outros sites
  Gabriel Perissé
  Nova Ortografia
  Ana Lasevicius - O Itinerário do Olhar
  Ana Lasevicius - Tá na Roda
  Paulo Netho - Balaio de Dois
  Alcides Martins Fontes Jr. - Rádio Brasil MPB
  Fernando Lessa
  Luiz Costa Pereira Jr. - Segura no texto



O que é isto?